quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Jesus não te deixará!



Jesus foi abandonado para que nós nunca sejamos abandonados. Mesmo quando a sua presença não é perceptível, e nem mesmo a sintamos, Ele está conosco porque independe de nossas emoções, realizações ou expectativas frustradas. Muitas vezes você pode se questionar: "Senhor onde tu estás que não te sinto? Não vejo sua presença, nem mesmo seu agir!" Mas saiba querida que Ele está conosco porque PROMETEU! É a sua palavra, e ela não volta atrás!

"porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei." (Hb 13.5)
"Eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos" (Mt 28.20)

E é nesta esperança que deve repousar o nosso coração! Fique em silêncio um pouquinho, acalme-se na tribulação ao ouvir a Sua palavra. Ela sussura ao seu coração: "...Não te deixarei"
Não te deixarei... em meio a batalha
Não te deixarei... na hora da solidão
Não te deixarei... quando os amigos te deixarem
Não te deixarei... quando todos falharem
Não te deixarei...quando você mesma falhar!

Esta confiança podemos ter, porque Jesus foi abandonado e rejeitado em nosso lugar. Ele sentiu a nossa dor, o nosso sofrimento, o nosso abandono. Quando Ele exclamou na cruz do calvário: "Eloi, Eloi, lama sabachtani" (Mt.27.46), expressava seu profundo horror em estar se separando de Seu Pai por causa dos pecados que estava carregando, nossos pecados! Foi abandonado. A escuridão foi um símbolo das trevas espirituais, da exclusão absoluta da luz da presença de Deus. Jesus estava ali, sozinho e abandonado por Deus. Foi uma verdadeira separação entre o Pai e o Filho, uma ação volutária de ambas as partes. Jesus sentiu a dor do abandono. Mas seu abandono ali, nos garantiu a presença do Pai, a Sua própria presença conosco, todos os dias!
Hoje em momentos de abandono, ainda que você não sinta, e seu coração queira mentir pra você, acredite: Jesus está com você! Creia em sua doce e terna presença!Deus te abençoe!
Pr@.Jusilei
Image du Blog perolascraps.centerblog.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário